terça-feira, 7 de maio de 2013

Dia 14 - Variando o cardápio

Hoje precisávamos (e queríamos) variar o cardápio. Tínhamos um jantarzinho especial de comemoração e, para isso, não dava para ficar só na salada+carne.

Acabamos optando por passar na Casa Santa Luzia, pois já sabíamos que poderíamos encontrar o que buscávamos: Massa de grão de bico!

Realmente encontramos. Os produtos por lá são bem variados, mas o problema acaba ficando um pouco por conta do preço. Pagamos R$ 13,80 no macarrão. São 200g de massa, mas que podem servir até quatro pessoas. O bacana é que o próprio macarrão já veio separado dentro do pacote, sendo dividido em duas porções para duas pessoas.

O cheiro dele seco é bem esquisito. A Nat disse que lembra o cheiro de salgadinho ruim. No entanto, depois de cozido, o cheiro é bem mais agradável e o gosto, por mais que não se compare com uma tradicional massa de trigo, é bem interessante. A marca que nós compramos oferece três opções diferentes: Tradicional, Funghi e Tomate seco. Hoje, optamos pelo funghi, mas com certeza iremos experimentar as outras opções.

Além desse macarrão de grão de bico, compramos, também, aquele oriental transparente que tem como base a farinha de feijão (Harusame). No entanto, há que se tomar cuidado ao optar por um desses. Há muitas marcas cujo macarrão não é feito dessa farinha, mas, sim, de farinha de arroz, o que, obviamente, não podemos comer. Agora é esperar para ver qual é a desse macarrão. A Nat já experimentou em restaurantes japoneses. Eu, nunca.


Lá no empório, experimentamos também um pesto com azeitona que era, particularmente, muito gostoso. Vamos tentar fazer por aqui e, assim que conseguirmos reproduzir a receita, contamos para vocês.

Amanhã começa nossa terceira semana e postaremos as medidas para vocês.

PS: A Nathalia, como vocês já sabem, é estudante de gastronomia e, hoje, num momento de descontrole, acabou por, em vez de só experimentar, comeu quatro pães de queijo. Ela disse que isso fez muito mal para ela, que ficou com dor de estômago e sem vontade de comer por muitas horas (tanto que fomos almoçar já eram quase 16h).
Postar um comentário