terça-feira, 8 de outubro de 2013

Primeiras jacadas

Jacar é o termo utilizado pelos dukanianos para representar aquela pisada na bola. Ou seja, comer algum alimento não permitido pelo Dr. Pierre Dukan.

Algumas pessoas podem dizer que jacar é sinônimo de falta de força de vontade, de determinação e de foco.
Se me perguntarem, tenho uma opinião que pode ser diferente.

Fazer uma dieta tão restritiva pode ser algo até doloroso para alguns. É como mudar um hábito que se tem a vida toda. E, para algumas pessoas, comer significa mais do que simplesmente enfiar alimentos goela abaixo: pode significar tapar o buraco no coração, combater a depressão e o estresse ou simplesmente o prazer dos sentidos.

Portanto, em minha opinião, jacar é sinônimo de fraqueza, sim, mas de uma fraqueza comum e que está relacionada a muito mais do que apenas a falta de determinação.

Eu e a Nathalia jacamos no final de semana.
No sábado, a coisa foi mais contida, porque tentamos não fugir da dieta. Fomos jantar em uma padaria e pedimos um omelete de filé mignon com queijo branco. Até aí, tudo bem. No entanto, o garçom, que estava mais pra lá do que pra cá tamanho cansaço, trouxe o omelete com queijo normal acompanhado de um pão. Resultado: não conseguimos resistir ao queijo derretido e nem mesmo ao pão.

No domingo, a coisa foi um pouco mais séria. Como vocês sabem, a Nat trabalha em um restaurante, onde o clima é bastante tenso, principalmente aos finais de semana, em que o movimento é muito maior e o estresse também. Ela saiu tão cansada, estressada e no seu limite que não resistiu a uma ida ao McDonald's. Eu acabei indo na onda e não resistindo também.

Por fim, decidimos fazer uns três dias de PP para compensar as jacadas e ver se não atrasamos muito nossos objetivos.
Por enquanto precisamos nos focar a não deixar que isso aconteça novamente, principalmente aos finais de semana, em que a situação fica mais apertada.


Postar um comentário